domingo, 11 de março de 2012

Como sempre acontece antes de eu escrever um alcorão, fico sem saber como começar.
Hoje estou a fim de quebrar a formalidade, entende? Se eu conseguir me desligar das metáforas de sempre... Rs. Vamos lá:
Me espantei quando entrei aqui no Blog depois de tanto tempo, me deparei com textos meios Dark e tudo mais. Não os desminto não, já dizia o pensador que "a felicidade não é inspiradora" e quando alguém se propõe a escrever, coloca para fora as angústias mais suaves até. Sendo assim, explico aqui: Achará por aqui minhas indignações mesmo. Rs. Sou chata. =P
Hoje eu prefiro seguir a ideologia de uma louca-sábia que conheço bem "Não espere nada de ninguém", quando me pego esperando, transformo isso em desejo, porque desejar não é pecado, pelo menos magoa menos. ^^
Estou me sentindo bem, suave, estou mais desligada do que o habitual. Acho que estou começando a aprender a conviver com minhas loucuras, minhas cobranças e tudo mais. E eu me cobro tanto, cobro tanto da vida, acho que isso volta e volta com força. Daí parei, relaxei, deixei fluir... E vou deixar a vida seguir o rumo que tem que ser, tomara que seja bom, tomara que o bom-acaso não me abandone. E como diria o comercial "Que dure!"

Pekena #